/

O que é a esquizofrenia? Quais são os sintomas que chamam a atenção para o diagnóstico?

Muitos já ouviram falar ou até conhecem alguém que tenha o diagnóstico de esquizofrenia, mas não sabem exatamente do que se trata esta doença e – principalmente- o que podemos fazer para identificar precocemente os seus sinais e sintomas. Isso é muito importante, pois quanto mais cedo iniciarmos um tratamento que proporcione o controle dos sinais e sintomas, com a adesão do paciente,  melhores são as chances de uma vida com mais qualidade; tanto para as pessoas com esquizofrenia como para suas famílias.

A esquizofrenia é uma doença mental, que normalmente começa a se manifestar

Os principais sintomas da esquizofrenia são descritos didaticamente como positivos ou negativos. Esses termos não têm a ver com juízo de valor. Por definição, sintomas negativos refletem uma perda ou diminuição das funções normais (pensamento, emoções, motivação) e os sintomas positivos um aumento ou adição a essas funções.

Dentre os primeiros sintomas positivos, estão os delírios. Isso significa que uma pessoa jovem, saudável, com uma vida normal e produtiva de repente começa a contar umas histórias diferentes e fantasiosas. Por exemplo, que é vítima de um complô ou que está sendo perseguida e vigiada por pessoas conhecidas ou desconhecidas. O paciente fala isso – ou tantas outras histórias- com tanta convicção que ficamos tentados a acreditar. A pessoa com esquizofrenia passa, gradualmente, a viver um mundo paralelo em que estes delírios se tornam verdades incontestáveis.

Dentre outros sintomas positivos, incluem-se também as alucinações auditivas. As pessoas afirmam categoricamente – e com muita convicção- que ouvem vozes que as xingam ou ordenam que façam alguma coisa como quebrar a televisão.  As alucinações podem ser também visuais, olfativas ou de paladar.

O comportamento da pessoa torna-se estranho; a desorganização e confusão mental são outras características que fazem parte dos sintomas positivos. As pessoas não conseguem elaborar um pensamento com clareza, dizendo frases com palavras desconexas, confusas, difíceis de entender.

Os sintomas negativos são assim chamados pois referem-se a uma perda ou diminuição de funções que, em condições normais, encontram-se presentes. Esses sintomas são muito limitantes e tendem a prejudicar a capacidade da pessoa de levar uma vida cotidiana normal, como frequentar escola, fazer amigos, se relacionar com familiares ou trabalhar.

Fiquem atentos. Podemos ajudar muitas pessoas com o conhecimento e a informação em saúde.

Conteúdo produzido em parceria com a Janssen
Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar (CRM 48084-SP) é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.