/

Tenho intolerância à lactose?

Algumas pessoas não podem tomar leite porque têm intolerância à lactose. E o que é isto? Lactose é o açúcar presente no leite. Para que ele seja digerido, existe uma enzima chamada lactase produzida pelo intestino delgado.

Só que, algumas pessoas podem ter uma deficiência na produção de lactase. Aí quando tomam leite não conseguem digerir este açúcar que então se acumula no intestino. Ali, as bactérias que já fazem parte da flora intestinal, se alimentam da lactose. Mas depois que digerem este açúcar que estava acumulado no intestino, as bactérias produzem gases e acidez, provocando dor de barriga, cólica e uma sensação de estufamento. As fezes também ficam mais aquosas e ácidas parecendo uma diarreia.

Se depois que você toma leite, suas fezes ficam moles, você tem gases e dor de barriga provavelmente tem intolerância à lactose. Um bom teste para saber isto, é eliminar por uns dias leite e derivados e avaliar se todo este desconforto melhora. E daí, procurar um médico para orientação adequada.

Mais um dúvida: Quem tem intolerância à lactose não pode tomar nem comer nada que tenha leite?

Muitas pessoas com intolerância à lactose podem ingerir pequenas quantidades de leite ou de derivados sem ter desconforto algum. Isto acontece porque elas produzem uma quantidade de lactase pequena, mas suficiente para digerir um queijinho ou um iogurte ou uma manteiga no pão.

Última dúvida: Alergia ao leite e intolerância à lactose são a mesma coisa?

Não. Quem tem alergia não pode tomar nada de leite. Nadinha mesmo. Porque estas pessoas produzem anticorpos que combatem as proteínas do leite. Se esta pessoa ingere qualquer quantidade de leite ou derivados, o corpo reage e apresenta sintomas mais graves como problemas respiratórios, dermatites, dores abdominais e até sangue nas fezes. Mas só o médico consegue identificar se o problema é intolerância ou alergia.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar (CRM 48084 | RQE 88268) é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.

Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nosso site, você consente com todos os cookies de acordo com nossa Política de Cookies. Saiba mais