/

Vacinas de rotina nas crianças em tempos de quarentena: devo ou não devo fazer?

Todos devemos ficar em casa para evitar a infecção pelo novo Coronavírus. Ninguém quer se expor para não correr riscos. Tudo certo.

Mas e as vacinas de rotina das crianças? Devem ser feitas ou podem ser postergadas?

Esta é a dúvida de muitos pais. Mas a dúvida acaba aqui pois as vacinas DEVEM, SIM, ser feitas nas datas corretas.

Entenda as 3 principais razões para fazer as vacinas de rotina em seus filhos:

– 1. os postos de saúde e as clínicas de vacina têm tomado todas as precauções para evitar e/ou organizar filas, para manter o distanciamento social, que já é uma forma importante de proteção.

– 2. Bebês pequenos têm vacinas praticamente quase os meses e atrasar uma delas significa atrasar o esquema vacinal como um todo, o que não é interessante em um momento em que as defesas de todos devem estar “fortes”.

– 3. As outras doenças como sarampo, febre amarela, gripe por influenza, pneumonia, meningite, caxumba, catapora, rubéola ou coqueluche ainda existem e as crianças devem necessariamente estar protegidas. Pegar uma doença destas em tempo de pandemia pelo novo Coronavírus não é uma boa opção e pode ser muito perigoso.

Devemos, sim, ficar em casa. Levar seus filhos para vacinar é uma das situações de exceção em que devemos sair – de máscara e com todos os cuidados- para voltar para casa mais protegidos e com mais segurança.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.