/

Coqueluche é doença de criança?

Você já ouviu falar da “tosse comprida”?

Assim a coqueluche era popularmente conhecida. Começa com febre, dores pelo corpo, mal-estar, sinais de congestão e tosse. Muita tosse, que faz a criança até perder o fôlego. Como o próprio nome popular bem diz, a característica mais marcante da coqueluche é uma tosse que se prolonga por semanas, mesmo depois que os outros sintomas respiratórios diminuíram de intensidade.

Em bebês de 28 dias a 12 meses a coqueluche é uma doença grave e pode matar. Para que se tenha uma ideia, nesta faixa de idade, há 50% de chance de que se necessite de internação hospitalar pois o risco de perder o fôlego, ter dificuldade para respirar e/ou evoluir para uma pneumonia grave é muito grande.

Mas a coqueluche não é só doença de crianças. Adultos – principalmente adultos jovens- podem também se contaminar e adoecer. O grande problema é que estes adultos doentes não se imaginam com coqueluche. Ainda persiste a ideia de que só crianças têm coqueluche. Muitos acreditam que estão com uma gripe forte, não procuram o médico e seguem a vida. A tosse, como se sabe, é prolongada e “comprida”, ou seja, dura semanas. Resultado: quando as pessoas contaminadas tossem, espalham as bactérias para outros adultos, crianças ou bebês susceptíveis, causando mais doença.

No estado de Pernambuco, por exemplo, de janeiro a julho do ano passado, registrou- se um aumento de 109% nos casos de coqueluche.

Quanto maior a nossa cobertura vacinal, mais protegidas estarão todas as pessoas que nos cercam. A primeira dose da vacina contra coqueluche deve ser administrada para bebês aos 2 meses de idade.

Siga o calendário de imunizações corretamente em todas as fases da vida. Doenças graves, para as quais há vacinas disponíveis, podem acometer tanto crianças como adolescentes ou adultos.

Conteúdo produzido em parceria com a Sanofi Pasteur.

 

Referências
1. World Health Organization. Immunization, vaccines and biologicals: data, statistics and graphics. 6. Immunization schedule Geneva, Switzerland2019 [Available from: https://www.who.int/immunization/monitoring_surveillance/data/en/.

2. Advisory Committee on Immunization Practice (ACIP). Recommended Child and Adolescent Immunization Schedule for ages 18 years or younger, United States, 2019 Maryland: US Centers for Disease Control and Prevention; 2019 [Available from: https://www.cdc.gov/vaccines/schedules/hcp/imz/child-adolescent.html#vaccines-schedule.

3. Joint Committee on Vaccines and Immunizations. The routine immunization schedule: Autumn 2018 London: National Health Service and Public Health England; 2018 [Available from: https://www.gov.uk/government/publications/the-complete-routine-immunisation-schedule.

4. American Academy of Pediatrics. Immunization Schedules | Red Book Online | AAP Point-of-Care-Solutions [2019/03/12]. Available from: https://redbook.solutions.aap.org/selfserve/ssPage.aspx?SelfServeContentId=Immunization_Schedules.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar (CRM 48084-SP) é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.