/

Como fazer para estimular a memória?

Vamos começar perguntando: o que é a memória? Memória é a capacidade que nosso cérebro tem de receber, organizar, armazenar e quando necessário, recuperar informações. Por isso, a memória é fundamental para exercer atividades cotidianas . Desde as mais banais, como tomar banho ou escovar os dentes até as mais complexas como estudar uma língua nova ou aprender a tocar um instrumento. Graças à memória, tomamos decisões importantes diariamente.

Temos vários tipos de memória. A memória imediata, por exemplo, que permite decorar um endereço ou o número de telefone de alguém. Mas que depois de alguns minutos esquecemos. (E nem adianta tentar lembrar. A gente deleta a informação!)

Existe também a memória de curto prazo. Esta permite lembrar, por exemplo, o que comemos no jantar de ontem. É uma memória que dura algumas horas e é resgatada com algum esforço. Já a memória de longo prazo dura mais tempo. Uma paixão antiga, um momento gostoso na vida, a praia favorita e tantas outras lembranças…

Além destas, existe ainda o que chamamos de memória de procedimentos. É aquela em que armazenamos dados que não podem ser verbalizados como, por exemplo, andar de bicicleta ou tocar um instrumento. E muitas vezes executamos atividades diárias como atos meramente mecânicos, sem a consciência focada. Por isso esquecemos com facilidade onde colocamos a chave da porta ou do carro.

O importante é que todos estes tipos de memória estão ligados às emoções. E quando as emoções são extremamente positivas, memorizamos com mais facilidade. Por isso assistir a um filme ou um espetáculo emocionante, aquele primeiro beijo… são momentos que nos estimulam a lembrança por muito mais tempo. São os fatos que consideramos “inesquecíveis” da vida.

Como os nossos músculos, a memória também precisa ser exercitada. Exercite seu cérebro e você irá estimular a memória. Há muitas formas para exercitar o cérebro, mas aqui vai uma dica bem fácil e divertida: use a mão esquerda (os canhotos devem usar a mão direita) para executar tarefas do dia a dia como escovar os dentes, lavar os pratos ou pentear os cabelos, por exemplo. No começo parece estranho e difícil, mas tente e veja que não é impossível. E cada vez vai ficando mais fácil.

Lembre-se todos os dias de algo bom que já te aconteceu e siga em frente porque outras coisas boas virão!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.