/

Rinite: esclareça suas dúvidas

Rinite é aquela coceirinha no nariz, que às vezes vem de leve ou às vezes vem de forma insuportável. As pessoas espirram e ficam com o nariz vermelho de tanto coçar. Quais as causas da rinite? Há como evitar? Tem cura? Esclareça suas dúvidas.

O que causa a Rinite?

A rinite é uma reação alérgica do organismo. Quem tem rinite herdou esta característica alérgica da família. Isso significa que se você tem pessoas na família com rinite sua chance de ter este desconforto é maior.

A rinite é “detonada” por alérgenos ambientais. As pessoas susceptíveis imediatamente produzem uma reação alérgica quando estas substâncias penetram na mucosa respiratória. 

Assim, basta entrar em contato com poeira, mofo, umidade, fumaça de cigarro ou cheiros fortes de perfumes, desinfetantes ou produtos de limpeza  que a mucosa do nariz reage. Imediatamente as células liberam uma substância chamada histamina que produz a coceira, os espirros, a inflamação e o desconforto. É como se o alérgico quisesse “expulsar” a substância que tanto mal lhe causou. 

Quais os principais sintomas da rinite?

A coceira é um dos principais sintomas desconfortáveis. Pode ser leve, moderada, ou, em alguns casos muito intensa. Os espirros são constantes. De tanto coçar e espirrar o nariz fica vermelho, congestionado e inchado. Muitas pessoas têm até dificuldade para respirar.

As pessoas com rinite em geral adquirem um hábito muito comum que é o de coçar o nariz com a palma da mão com muita frequência e mesmo quando não estão em crise.

Como se faz o diagnóstico da rinite?

O diagnóstico geralmente é clínico. O médico constata que determinado paciente tem rinite de acordo com os sintomas apresentados, que em geral não deixam dúvidas. 

Para saber a CAUSA da rinite, ou seja, quais os alérgenos que a estão causando, recomenda-se uma avaliação de um  médico alergista que deve indicar uma série de exames para testar as substâncias que mais causam reação naquela pessoa especificamente.

Isso é muito importante: o que causa alergia em uma pessoa com rinite pode não causar em outra. Por isso, o diagnóstico deve ser individualizado.

Rinite tem cura?

A rinite, como dissemos, têm suas causas hereditárias. Por isso, pessoas com rinite podem ter alergia a determinados produtos por muitos e muitos anos. 

Por isso, para se ter melhor qualidade de vida e conviver “em paz” com as coceirinhas e espirros no nariz, o melhor e mais indicado é tentar descobrir AS CAUSAS da alergia, que variam de pessoa para pessoa. 

Se isso for possível, tentar ao máximo, claro, evitar o contato com as substâncias que provocam a rinite.

Existem também medicamentos – que devem ser orientados pelo médico- que podem ser utilizados para atenuar os sintomas. 

Não custa lembrar que as pessoas que têm rinite devem procurar viver em ambientes arejados e limpos, sem os alérgeno provocadores.

As crises de rinite podem diminuir de intensidade ao longo do tempo.

O tratamento é eficiente? 

Com tratamento, as crises de rinite podem diminuir mas não há garantias que elas desapareçam para sempre. Então, já que sua cura não é 100% garantida, aqui vão algumas dicas para melhorar a situação de quem sofre com esta coceira no nariz:

  • Dica 1: Descubra o que te causa sua rinite e procure, claro, evitar contato com esta substância.
  • Dica 2: Quem tem rinite deve andar sempre com um kit: lenço de pano e soro fisiológico que pode ser na forma de spray.

 Se você perceber que a substância que te dá rinite está te atacando, molhe o lenço em um pouco de água e coloque no nariz para respirar. Isso ajuda a fazer uma barreira contra as partículas que causam a irritação. Pegue seu soro fisiológico e lave o nariz, várias vezes ao dia.

  • Dica 3: lave seu nariz com soro fisiológico no mínimo 2 vezes ao dia

O hábito de lavar o nariz com soro fisiológico de manhã e à noite é essencial. Ajuda a retirar todas as impurezas que agridem a mucosa. Portanto, antes destas substâncias produzirem a alergia, devem ser retiradas da mucosa nasal.

Não importa se você está em crise de rinite ou não. Na verdade, TODAS as pessoas deveriam lavar os respectivos narizes com soro fisiológico TODAS OS DIAS. 

  Vejam como é fácil proceder à lavagem nasal: mantenham o soro fisiológico ou o dispositivo que vocês vão utilizar para a lavagem nasal ao lado da escova de dentes. Assim fica muito mais difícil esquecer. Pela manhã e à noite, adquiram o hábito de escovar os dentes e limpar o nariz. Todos os dias, sem exceção: afinal, os alérgenos que ficam no ar não sabem quais dias são feriados.

Lave seu nariz com soro fisiológico todos os dias, duas vezes ao dia. Simples e eficiente. Respire sossegado.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar (CRM 48084-SP) é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.