/

Quais são as vacinas indicadas para os adolescentes?

Importante saber que os adolescentes também devem receber algumas vacinas. Isso mesmo: muitos acreditam que as vacinas estão indicadas apenas para bebês e crianças pequenas. Não é verdade. Há vacinas que devem ser administradas para os adolescentes.

A vacina do HPV, por exemplo, pode ser administrada a partir de 9 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 6 meses entre cada dose. Esta vacina é essencial pois protege contra o Papiloma vírus ( HPV ), que pode causar alguns tipos de câncer como, por exemplo, câncer de colo de útero, de pênis, de ânus ou de laringe. É muito importante que garotas e garotos se protejam eficientemente antes de iniciar a vida sexual.

Outra vacina que deve receber uma dose de reforço aos 15 anos é a vacina contra o tétano, difteria e pertussis (coqueluche), chamada de tríplice bacteriana. No caso dos adolescentes, está indicada a tríplice bacteriana acelular do tipo adulto. Importante saber que nos últimos tempos houve um aumento de adolescentes e adultos jovens com coqueluche. Por isso é importante deixa-los protegidos. Além disso, os adolescentes viajam, tem vida ao ar livre e praticam variados esportes. Portanto, estão mais expostos a ferimentos na pele. É essencial, consequentemente, que a vacina do tétano esteja em dia.

Outra característica marcante dos adolescentes é a vida em comunidade: juntam-se em grupos nas escolas, esportes, encontros, festas ou baladas, em pequenos ou grandes aglomerados. Por isso, é fundamental que estejam protegidos contra a meningite bacteriana, que é uma das doenças mais graves e letais que existem, posto que pode levar a óbito, em questão de horas, pessoas absolutamente saudáveis.

A meningite grave pode ser causada por uma bactéria chamada “meningococo”. Existem 6 “sorotipos” de meningococos, classificados por letras: A,B,C,W,Y e X. Há vacinas eficazes contra os sorotipo B, C e ACWY. Bebês de 3 meses já podem receber estas vacinas. Os adolescentes que não as receberam, enquanto crianças, devem recebê-las. Mais importante: para os sorotipos A, C, W e Y recomenda-se uma dose de reforço na adolescência.

Proteger os adolescentes dos perigos e riscos que o mundo oferece em seus diversos caminhos é uma preocupação constante de pais e cuidadores. Manter a carteira de vacina dos adolescentes atualizada é também uma das formas mais seguras e eficazes de proteção contra muitos inimigos que podem estar ocultos por aí.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.