/

Procedimento para desengasgar

O procedimento para desengasgar com alimentos sólidos ou líquidos é o mesmo.

Para crianças menores de sete anos: Primeiro sente-se numa cadeira e coloque a criança entre suas pernas. Segure-a com o seu antebraço embaixo do corpo e deixe a coloque com a barriga para baixo com a cabeça mais próxima do joelho. O bumbum tem que ficar mais elevado.
Com o braço livre dê cinco tapas bem firmes com a palma da mão na região superior das costas. Mire na região superior da coluna, entre os dois ossos conhecidos como omoplatas, também chamados de “asinhas”.
Repita o processo até o objeto sair.

Se a criança demorar respirar, coloque-a de barriga para cima e faça compressões no meio do tórax, entre os dois mamilos, bem em cima do osso esterno. Pare a manobra assim que a criança voltar a respirar. Se não respirar, mantenha as compressões até o socorro chegar.

Faça a manobra de Heimlich em crianças maiores ou acima de sete anos. Se a criança está consciente, fique atrás e a segure em pé. Dê um abraço abaixo das costelas, envolvendo o abdômen com os seus braços.
Com as mãos unidas em concha dê um aperto vigoroso fazendo um movimento único para trás e para cima que comprima a barriga da criança. Repita até que o corpo estranho saia ou até perceber que a criança voltou a respirar bem.

Se a criança perdeu a consciência, coloque-a deitada de barriga para cima e se ajoelhe em cima dela colocando uma perna de cada lado do corpo. Com as mãos unidas faça compressões no meio da barriga, próximo ao final das costelas em um movimento para baixo e para cima. Repita até a criança desengasgar ou até o socorro chegar.

Nas duas situações o objetivo é usar um pouco de ar que sempre fica guardado nos pulmões para expelir o corpo estranho. Ao pressionar o abdômen, essa quantidade de ar sai de forma abrupta movendo o que estiver obstruindo as vias aéreas, por isto que a manobra de Heimlich permite a retomada da respiração.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.