14/04/2019 11:38h

Os bebês devem ter horários fixos para mamar?

Claro que todos os bebês são diferentes, mas em geral eles mamam pelo menos 6 vezes em 24 horas. Alguns bebês são preguiçosos e precisam de encorajamento para garantir que se alimentem tão frequentemente quanto necessário e que tomem leite em quantidade suficiente.

Se o seu bebê está dorminhoco e preguiçoso para comer nos primeiros dias, saiba que, nesta fase,  isso é totalmente normal. Espere até 4 a 4,5 horas de intervalo entre as mamadas durante o dia. Se, passado esse tempo, o bebê ainda não acordou você deve considerar acordá-lo para mamar. Mamadas excessivamente espaçadas podem, inclusive, diminuir a produção de leite, já que o seu cérebro entende que não é necessário produzir mais. Mas claro que isso pode variar de bebê para bebê, dependendo das necessidades e  do ganho de peso de cada um. Seu pediatra é a melhor pessoa para te orientar nesta fase.

Para os bebês mais  dorminhocos, trocar a fralda antes da mamada e deixá-lo com pouca roupa para mamar pode ser um estímulo suficiente para acordá-lo. Durante a mamada, você pode mexer em sua bochecha, conversar com ele, fazer uma “ginástica” em sua perninha dobrando o joelho. São estímulos para ajudá-lo a continuar mamando.

Se o bebê nasceu com peso adequado e está ganhando peso normalmente, não é necessário acordá-lo à noite. Que maravilha! É hora de dormir! Durante as mamadas noturnas, acenda o mínimo de luz e procure não falar. Estas atitudes fazem com que  você vá contando para o bebê que a noite não é hora para  conversas ou brincadeiras! Todos dormem! Porém, se  o bebê for muito magrinho ou ainda não estiver ganhando peso adequadamente, talvez seja necessário acordá-lo para mamar. Ainda assim, pouca luz e pouca conversa ajudam a sinalizar a diferença entre o dia e a noite.

Cultive  bons hábitos de sono desde os primeiros dias do bebê.

Dra Ana Escobar

Dra Ana Escobar

Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.
Dra Ana Escobar