/

Quem tem pele oleosa tem que usar hidratante?

Nossa pele tem uma camada natural de óleo que serve para nos proteger de agressores naturais como sol, vento, pó, impurezas, frio e calor. No rosto, a área mais oleosa é conhecida como zona T : testa, nariz e queixo. Até ai, tudo certo!

O problema começa a aparecer quando as glândulas sebáceas trabalham excessivamente e produzem óleo demais. Isso mesmo. A produção exagerada, ainda mais na zona T da face, dá às pessoas a aparência de “gordura”, “brilho” ou falta de limpeza. Tudo fica ainda mais desconfortável quando aparecem cravos e espinhas.

Por isso muitas pessoas recorrem a produtos especiais fabricados com o objetivo de remover a oleosidade em excesso. No entanto, é recomendável que depois desta limpeza se use também um hidratante específico para peles oleosas. Por quê? Por duas razões importantes. Vamos entender:

1. Os produtos que removem a oleosidade na zona T ressecam regiões como bochechas e pescoço, diminuindo a proteção natural nestes locais. A hidratação posterior dá uma sensação de maior conforto e maciez à pele.

2. A limpeza sistemática para retirar a oleosidade pode provocar um efeito rebote depois, fazendo com que as glândulas produzam uma quantidade maior de óleo para repor o que foi tirado. A hidratação impede este efeito rebote e deixa a pele mais homogênea, sem óleo e sem brilho excessivo.

Portanto, para eliminar estes dois efeitos não desejáveis, é muito importante hidratar a pele oleosa depois de limpa. Há vários produtos específicos para isso.

Hidrate sua pele e seu corpo!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.