/

O que é o joanete?

Quem não gosta de andar com as roupas e sapatos da moda, sentindo-se arrumado e elegante? Quase todos, não é mesmo? Principalmente nós, mulheres. Gostamos de sapatos. E os sapatos que nos deixam mais chiques geralmente tem salto. Salto alto. Às vezes salto muito alto. E bico fino. Aí complica um pouco, pois não é nada fácil andar com salto alto e bico fino. Nossos pés definitivamente não foram feitos para isso. Nem para usar sapatos apertados. Por isso muitas pessoas, especialmente mulheres com predisposição genética, desenvolvem o joanete.

O hálux, popularmente conhecido como “dedão” do pé “entorta” em direção aos outros dedos, deixando uma saliência dura, de consistência óssea, que é conhecida como joanete. Incomoda e pode inflamar e doer muito.

Por isso, se você tem pessoas na família que já tiveram joanete, usa frequentemente sapatos apertados, de bico fino ou com saltos altos, olhe agora para o seu pé. Observe bem se já não está ocorrendo o desvio lateral do dedão. Em muitos casos, começa devagarinho, sem sintomas de dor. Quando começa a incomodar e doer, o desvio já ocorreu.

O tratamento consiste em usar sapatos folgados, que não apertem, e saltos baixos. Em casa ande descalço e sempre que possível mexa bem os dedos dos pés. Estique e contraia, como quem vai pegar um objeto com os dedos. Eles também precisam de exercícios e alongamentos. Existe cirurgia para o joanete, indicada para quem tem muita dor e desconforto. Algumas pessoas chegam até a fazer um buraco na lateral dos sapatos para diminuir o atrito e a dor.

Pés no chão ou calçados adequadamente como se estivéssemos pisando em nuvens. Lembre-se que há muitas outras formas de se sentir elegante, chique e na moda com conforto dos pés à cabeça!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.