/

O peso da nossa avó materna tem a ver com o nosso peso?

Por incrível que possa parecer, a resposta a esta pergunta é SIM. É verdade. O peso da nossa avó materna tem a ver com o nosso peso. Isso significa que se a nossa avó materna for obesa, temos mais chance de ser obesos também. Isso se chama efeito intergeracional da obesidade.

Vamos entender. Alguns recentes estudos demonstram que uma mãe que inicia a gestação com peso elevado, em níveis de obesidade, tem duas e meia mais chance de gerar um filho ou filha obesos. Esta filha obesa, por sua vez, quando ficar grávida terá também maior chance de gerar outra filha obesa e assim o ciclo se perpetua.

Como isso acontece?

Hoje sabemos que o ambiente pode interferir na expressão de nossos genes. Isso significa que o ambiente pode influenciar nossa genética. Um ambiente obesogênico, com excesso de nutrientes, pode programar também nosso metabolismo para a obesidade. Pode também fazer com que os genes para maior resistência à insulina se manifestem, elevando as chances de diabetes, por exemplo.

Como romper este ciclo?

Com 3 atitudes simples, que todo mundo sabe, mas que é muito difícil incluir na rotina de muita gente: comer bem e saudável, praticar exercícios físicos e sono com tempo e qualidade adequados.

Portanto, é VERDADE: somos o que comemos. Mas podemos ser também o que nossa avó materna comeu.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.