/

Qual melhor óleo para cozinhar?

A prateleira do supermercado traz um monte de opções de óleo para cozinhar, e quanto mais alternativas mais dúvidas… qual deles é melhor para a saúde?

Entenda: os óleos utilizados na cozinha tem sua origem em vegetais como milho, soja, canola, girassol, linhaça, ou algodão, por exemplo. A azeitona é a matéria prima do azeite de oliva. Estes óleos vegetais são ricos em gorduras insaturadas, que são aquelas que fazem bem para a nossa saúde. Isso mesmo. Estas gorduras fornecem energia para o organismo, ajudam a diminuir os níveis de colesterol ruim, trabalham para que o intestino funcione melhor e ainda servem de “transporte” para algumas vitaminas importantes.

Estas gorduras são essenciais para uma vida saudável. Por isso, todos os tipos de óleos vegetais podem ser utilizados para cozinhar. Há diferenças entre eles, mas o que faz um óleo fazer bem ou mal para a saúde é a quantidade e a temperatura.

Qual é a dose certa ?

Cada pessoa deve consumir mais ou menos uma colher de sopa de óleo por dia. Isso significa que uma família de 4 pessoas pode gastar quase um litro de óleo por mês. Mais que isso é exagero. Portanto, verifique se sua família não está extrapolando este limite.

E a temperatura? Posso reutilizar o óleo?

Acredite: o ideal é consumir o óleo frio. Mas como isso nem sempre é possível, dê preferência às preparações grelhadas, assadas ou refogadas. Coloque a mínima quantidade possível. Mas como algumas vezes queremos preparar um fritura….ai vão as dicas:

Evite aquecer demais os óleos ou reaquecer várias vezes o mesmo óleo. A alta temperatura e o reaquecimento faz com que os óleos percam suas propriedades benéficas e passem agir ao contrário! Transformam-se em gorduras maléficas para a saúde e passam a “embeber” os alimentos. A fritura fica “engordurada”, no pior sentido para a saúde. O óleo que perdeu suas qualidades nutritivas geralmente apresenta um odor forte e desagradável quando reaquecido.

Utilize óleo com cuidado e critério. Mas principalmente descarte o óleo com cuidado e critério também. Isso mesmo. Lembre-se que o óleo pode fazer mal também para o meio ambiente. Não jogue o óleo usado na pia. Recicle.

Somos responsáveis pela nossa saúde e também pela saúde do planeta!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.