/

Leite de vaca pode dar anemia em bebês?

Inspire fundo: encha seu pulmão e prenda o ar. Em poucos segundos você não aguenta mais e sente urgência para respirar de novo, não é mesmo? Pois é. Não vivemos mais de 3 minutos sem oxigênio. Cada célula do nosso corpo precisa deste nutriente vital. E quem é que transporta o oxigênio que respiramos para todas as nossas células? O glóbulo vermelho do sangue. Você sabe quem é que “constrói” o glóbulo vermelho; quem é que forma sua estrutura básica? Isso mesmo: o ferro.

O ferro, portanto, é fundamental para que o oxigênio chegue ao seu destino final: as células. Quando falta ferro, faltam glóbulos vermelhos e por conseguinte falta oxigênio para as células “respirarem”. Nestas condições desenvolvemos o tipo mais comum de anemia, que se chama “anemia ferropriva”; ou seja, anemia por deficiência de ferro.

Os pequenos bebês tem um ritmo de crescimento extraordinário. Precisam ter seus órgãos e sistemas MUITO bem oxigenados. Portanto, sua nutrição deve ser riquíssima em ferro. O leite materno é, mais uma vez, perfeito neste quesito. Fornece a quantidade de ferro de que os bebês precisam. Mas o leite de vaca integral não é assim. Tem ferro, mas não o suficiente para suprir as necessidades dos pequenos. Resultado: bebês que recebem leite de vaca podem ter anemia ferropriva. Para se ter uma ideia, para suprir as necessidades diárias de ferro, um pequeno bebê teria que tomar pelo menos 13 litros de leite de vaca por dia! Impossível, não é mesmo?

A anemia é cruel em todas as idades. Especialmente na infância, uma vez que prejudica o crescimento e atrasa incrivelmente todo o processo de aprendizado. No Brasil, dados apontam que 40% das crianças tem anemia ferropriva.

Portanto, É VERDADE: o leite de vaca integral pode dar anemia por deficiência de ferro em bebês.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar (CRM 48084-SP) é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.