/

Desenvolvimento linguagem e incentivo da fala

Algumas dicas ajudam o desenvolvimento e incentivo da fala e da linguagem como uma habilidade global. Por exemplo:

– Conversar: desde os primeiros dias do recém-nascido é importante conversar com ele. Use um tom de voz normal e suave. Conte o que está fazendo, os planos para o dia… E na falta de assunto, cante!

– Ler histórias: escolha livros adequados à cada faixa etária. Há duas situações de leitura: durante o dia, as crianças, assim como nós, aprendem. À noite, relaxam. Ao ler um livro durante o dia, associe a palavra com a imagem. Por exemplo, leia cachorro e mostre a figura do cachorro. Interprete o texto e se envolva com a narrativa. Se a criança gostou da história, não hesite em repetir. Crianças gostam de repetir experiências prazerosas. Por outro lado, se a criança se desinteressou, não insista. O hábito da leitura deve ser um momento divertido de descontração e não uma aula obrigatória.

– Conte histórias: contar uma história significa não ler no livro. Aproveite a oportunidade para olhar no olho da criança. Use fantoches, objetos, faça mímicas, vozes…. Toda a criatividade possível para interagir e interpretar.

– Cante: a música pode fazer parte da rotina desde os primeiros dias do bebê. Cante enquanto troca as fraldas, dá banho, durante os passeios e as brincadeiras. Já falamos que é importante conversar, mas na falta de assunto, cante!! Cantar é uma forma lúdica de incentivar a fala e desta forma estimular todo o aparelho anatômico oral.

– Brinque: brincar desenvolve a capacidade de imaginação, o pensamento criativo e cria vínculo afetivo. Durante a brincadeira vários estímulos são feitos: visuais, auditivos, cognitivos. As crianças aprendem brincando! Importante: elas precisam brincar sozinhas e respeitar este tempo delas com elas mesmas é muito importante para o desenvolvimento infantil. Prefira brinquedos que estimulam o pensamento e a conquista de habilidades motoras.

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.