/

Como Aliviar Dor no Ombro?

Repare quantas vezes por dia você levanta ou mexe os braços. Trabalhando ou se divertindo, os braços não tem descanso. Até quando estamos confortavelmente sentados numa poltrona…basta começar a falar um pouco e…pronto! Lá estão os braços e mãos se movimentando a cada palavra para melhor “ilustrar” o que estamos dizendo. A articulação dos ombros permite essa intensa e incansável movimentação dos nossos braços. Por isso, não há idade para ter dores nesta articulação

Jovens podem ter dor no ombro por causa das atividades esportivas como natação, vôlei, basquete… esportes que exigem muito dos braços. Depois dos 40-50 anos são mais comuns as tendinites, bursites, luxações, artrite…enfim…uma série de situações que culminam com dor!

E tensão não tem idade! É natural ao longo do dia, irmos contraindo a musculatura que sustenta o pescoço e os ombros. Repare por exemplo: neste exato momento seus ombros estão colados nas orelhas? Então, esta contração interfere e prejudica a movimentação natural dos braços. Pronto! Estamos com dor.

Dicas para Aliviar a Dor nos Ombros

1. Alongue os braços e os ombros diariamente. Todos podem fazer. Quer ver como é fácil? Junte as mãos atrás das costas. Depois tente levantar os braços o máximo que conseguir! Percebeu como o “ombro” estica? Este é um tipo de alongamento que pode ajudar bastante.

2. Faça massagem. Relaxa o corpo e a mente. Quando relaxamos os músculos ao redor do pescoço, o ombro com certeza agradece!

3. Se a dor está muito aguda, coloque gelo que sempre ajuda. Mas procure um médico para uma avaliação. Só o médico é que pode diagnosticar a causa da dor e indicar o tratamento mais apropriado para cada um.

Muitas vezes nossos ombros mais “pesam” do que doem. Por excesso de problemas e de tensão. Aprenda a relaxar. Reserve uma parte do dia para fazer algo que descanse o seu corpo e sua alma. Isto traz paz e saúde!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.