/

O exame de ultrassonografia mostrou que eu estou com a placenta baixa. Isso é preocupante?

A placenta baixa no início da gestação é muito comum. Algumas vezes, por conta disto, pode acontecer um pequeno sangramento. Seu médico deve ser sempre avisado se isso ocorrer.

E a placenta “sobe” depois? Sim, sobe. A maioria dessas placentas baixas vão se tornar placentas de inserção normal no decorrer da gravidez, já que, com o crescimento uterino, ocorre o fenômeno de migração placentária. Portanto, o diagnóstico definitivo de placenta prévia, ou placenta baixa, só pode ser definido a partir da 28a semana, ou seja, no terceiro trimestre da gestação. Se não subir até essa idade, não sobe mais.

E qual é o risco da placenta baixa, ou placenta prévia?

Nesses casos podem acontecer alguns episódios de sangramento durante a gestação, que necessariamente tem indicação de repouso. Além disso, quando a placenta recobre parcial ou completamente a saída do útero, não se deve permitir que a paciente entre em trabalho de parto e muito menos tenha parto normal, já que a placenta sairia antes do bebê, deixando-o sem oxigênio dentro do útero. Esse é um caso em que a cirurgia cesariana é absolutamente necessária. No entanto, se a placenta é baixa, mas não recobre e apenas se aproxima do colo do útero, o parto normal é possível.

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.