/

Estou grávida: é possível evitar estrias?

Estrias são aquelas linhas avermelhadas ou acastanhadas (dependendo da cor da sua pele) que costumam aparecer na barriga, nos seios e nas coxas. Afetam mais da metade das grávidas porque, com o aumento da barriga ou com o ganho de peso, a pele se distende demais.

Infelizmente, não há muito o que você possa fazer para evitar completamente as estrias. Pesquisas indicam que a genética tem um papel significativo: se sua mãe ou irmã tiveram estrias durante a gestação, você é forte candidata a tê-las também. Algumas mulheres têm a sorte de ter a pele mais elástica, por fatores hereditários, e por isso não ganham estrias.

A maneira de reduzir as chances de tê-las, no entanto, é ganhar peso aos poucos durante a gravidez, mantendo uma alimentação saudável e fazendo atividades físicas. E não ganhar peso em excesso. Importante saber que as gestantes abaixo de 20 anos de idade têm maior chance de ter estrias.

E os cremes antiestrias? Funcionam?

Os estudos não confirmam que cremes, loções ou óleos que prometem evitar as estrias realmente funcionem. Por outro lado, se você mantiver sua barriga bem hidratada, provavelmente vai diminuir a coceira que o estiramento da pele provoca.

Depois da gravidez, as estrias vão perdendo a cor, e acabam ficando mais claras que a pele em volta. Não fique ansiosa: pode ser que leve algum tempo – de seis meses a um ano após o parto- para que as estrias desapareçam.

Se a aparência das estrias incomodar muito depois da gravidez, converse com um dermatologista sobre tratamentos para minimizá-las. Entre as opções, estão os remédios à base de ácido retinóico — com a ressalva de que é uma substância que não é segura para ser utilizada durante a gestação ou na fase de amamentação.

Há indícios de que os tratamentos com laser possam ajudar a restaurar a elasticidade da pele e também a mudar a pigmentação das estrias, para que a cor fique mais parecida que a área que se situa ao redor.

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.