/

Dicas práticas em relação às picadas de mosquitos:

Calor, férias, sol quente, chuva forte e roupas leves fazem parte do cenário no início de um novo ano.

No entanto, outros personagens nada bem vindos também aparecem  com mais intensidade para nos causar transtornos graves de saúde: os mosquitos, principalmente os transmissores de doenças, como é o caso do Aedes aegypti.

O Aedes pode ter o efeito devastador de uma arma. Pode carregar dentro de seu frágil corpo de 0,5 cm 4 armas poderosamente fatais: os vírus responsáveis pela zika,  dengue, chicungunya e febre amarela.

Por isso todos procuram se proteger das picadas e das doenças. Vamos às dicas:

  1. A melhor forma de proteção é a prevenção. Para tanto, use repelentes de insetos indicados pela Organização Mundial de Saúde, liberados pela Anvisa e que tem comprovadamente eficácia contra o Aedes: Icaridina, que pode ser reaplicada várias vezes ao dia e dura em média 10 horas e pode ser utilizada em bebês com mais de 6 meses; IR3535, que também pode ser reaplicado quando necessário, tem duração aproximada de 2 horas e pode ser utilizado em bebês com mais de 6 meses, e o DEET, que dura 2 horas, pode ser reaplicado 3 vezes ao dia e não está indicado para crianças menores de 2 anos de idade.
  1. Cuide do ambiente com telas protetoras, mosquiteiros e inseticidas de tomada. Importante lembrar que nas telas e nos mosquiteiros os repelentes também podem ser aplicados, aumentando a eficiência da proteção.
  1. Use roupas claras, evite perfumes e se for usar protetor solar, cremes ou maquiagens, o repelente deve ser colocado por último para fazer a “nuvem” protetora.
  1. Gestantes devem seguir rigorosamente as recomendações de proteção e comparecer regularmente às consultas de pré-natal.
  1. Homens também devem se proteger. Importante lembrar que o zika vírus foi identificado no esperma de homens assintomáticos 6 meses após o contágio. Por isso, futuros papais devem se proteger das picadas tanto quanto as futuras mamães e usar camisinha.

 

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.

Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nosso site, você consente com todos os cookies de acordo com nossa Política de Cookies. Saiba mais