Estou grávida! Preciso mudar a minha rotina?
18/12/2018 17:45h

Estou grávida! Preciso mudar a minha rotina?

O que caracteriza cada pessoa é a individualidade: a identidade única, o DNA específico, as impressões digitais exclusivas… Também faz parte da individualidade escolher o próprio estilo de vida. Isso significa tomar pequenas decisões como definir o estilo de roupa que vestimos, o corte de cabelo ou a música que ouvimos, por exemplo.

E há claro, as grandes decisões que nos caracterizam e que são marcantes na conformação do estilo de vida de cada um: a profissão que escolhemos, os alimentos que decidimos comer, as bebidas que optamos tomar, e alguns hábitos como fumar ou praticar exercícios, para citar alguns.

Tudo certo.

Menos para as moças que estão grávidas. Por quê? Simplesmente porque as gestantes não são uma única pessoa. São duas. Isso mesmo!! As decisões que as futuras mamães tomam deixam de ter repercussões apenas na própria individualidade. Passam instantaneamente a repercutir também em outra pessoa que está por vir. Isso significa que as decisões relativas ao estilo de vida deixam de ser individuais.

Neste momento especial da vida das mulheres há que se optar por um estilo de vida que privilegie o bebê que se desenvolve com uma velocidade absolutamente espantosa.

A dependência do pequeno ser que se forma no útero é completa. O ar que a mãe inspira é o que oxigena as células do bebê. O alimento escolhido e ingerido pela mãe é o nutriente que chega ao pequeno bebê. Se a mãe se exercita, o bebê também o faz. E assim por diante. O oposto também é real: se as mães fumam ou bebem, os bebês também o farão.

Por isso. as gestantes tem, sim, que mudar a rotina de vida, em prol da saúde do filho que está por vir.

A gestação é de fato um momento único da existência em que um é dois. Ou três, ou mais!