/

Você era fumante e largou o cigarro para engravidar?

Se você era fumante e deixou de fumar para engravidar, parabéns!

Fumar na gestação aumenta o risco de abortos espontâneos, nascimentos prematuros, complicações com a placenta, episódios de hemorragia (sangramento), bebês abaixo do peso e outras complicações.

Com a gravidez chegando ao fim, sua determinação de não fumar deve continuar! Isso mesmo: não fume nunca mais!!!

Tão ou mais importante do que não fumar na gravidez, é não fumar durante a amamentação e os primeiros anos de vida do seu filho. Sabia que as toxinas do cigarro também passam para o seu bebê pelo leite materno? Pois é!  Além disso, fumar com um recém-nascido em casa aumenta o risco de Síndrome da Morte Súbita Neonatal ou de quadros de dificuldade respiratória.

Por isso, parar de uma vez de fumar é a melhor opção! Estudos mostram que a gravidez é um momento maravilhoso para adquirir bons e duradouros hábitos. Não desperdice essa janela de oportunidade!

Faça renascer em você bons hábitos de vida! Seu filho agradecerá!

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.