/

Como chegar na maternidade na hora certa, para ter um parto normal?

Muitas mulheres acabam tendo um parto cesáreo porque, ao sentirem a primeira contração já vão para a maternidade. Acontece que a fase latente do trabalho de parto – em que há contrações ritmadas, mas ainda distantes, a cada 15 minutos ou mais – pode durar dias. Portanto, numa gestação de baixo risco, é importante aguardar a fase latente do trabalho de parto em casa e só se encaminhar para a maternidade na fase ativa, em que as contrações dilatam o colo a 1 cm/hora.

Nesse período, ajuda muito falar com seu médico ou enfermeira, por telefone, pois é   importante tirar as suas dúvidas. Siga sua vida normal, até que as contrações fiquem mais próximas do que a cada 10 minutos e fiquem doloridas. Procure distrair a cabeça e mexer o corpo: caminhe, vá ao supermercado comprar as últimas coisas, faça um bolo, toque um instrumento musical.

Quando as contrações começarem a ficar ritmadas, isto é, a cada 5 minutos ou a cada 10 minutos, é sinal de que o trabalho de parto se aproxima. Quando ficarem doloridas, vá para a maternidade.

Observe os seguintes sinais que devem te levar a maternidade:

– contrações intensas e frequentes – de 5 em 5 min, por pelo menos 1 hora; (12 contrações em 1 hora), que duram entre 40 a 60 segundos cada uma.

– ausência de movimentação fetal nas últimas 3 horas mesmo após se alimentar (coma algo doce, que acorda o bebê)!!!

– bolsa que se rompe com saída de líquido amniótico verde. Atenção, pois, isso sinaliza mecônio no líquido amniótico (que são as fezes do bebê) e é preciso avaliar a vitalidade fetal.

O que fazer nesta hora?

– Ligue para o obstetra ou enfermeira da equipe;

– Durante as contrações: utilize técnicas de respiração, massagem do parceiro, se movimentar, banho de água morna.

– Entre as contrações: tente andar, falar, beber água, se alimentar levemente.

Mais importante: tente manter a calma. Não é fácil. Mas é possível. Vai dar tudo certo!

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.