Saúde de A-Z - Dra Ana Escobar

Ar Condicionado

Cirurgia de adenóide e garganta

As amígdalas ficam na garganta e a adenóide ficam no nariz. Estas estruturas fazem parte do nosso sistema de defesa e funcionam como o “filtro” do ar condicionado, impedindo que vírus, bactérias, poeira, ácaros, entrem no nosso sistema respiratório. Mas quando elas são agredidas constantemente ficam tão grandes que em vez de nos defender, elas se tornam depósitos de agentes infecciosos. Como se em vez de filtros, elas se tornassem, ”garagens”, moradias para os agressores. A criança pode começar a ter amigdalites, otites e sinusites de repetição, passar a tomar antibióticos com frequência, sofrer com apnéia noturna – ou seja, […] VEJA MAIS.

Quais as formas mais eficazes para nos protegermos dos mosquitos?

Os mosquitos existem no Brasil em todas as épocas do ano. No entanto, no verão, com calor e chuvas, eles se proliferam mais facilmente. Dentre estes mosquitos está o famoso Aedes aegypti, que ganha cada vez mais “fama” mundial, pois transporta 4 armas potencialmente letais para nós: os vírus da dengue, zika, chicungunya e febre amarela. Por isso, é sempre importante nos protegermos das suas fatais picadas. Vamos entender como podemos fazer isso. EM CASA: – coloque telas protetoras nas janelas, principalmente dos quartos. Fazem uma importante barreira mecânica de proteção. – coloque mosquiteiros nos berços dos bebês e sempre […] VEJA MAIS.

Febre Amarela

O que é a Febre Amarela? A Febre amarela é uma doença causada por um vírus que entra em nosso organismo pela picada de mosquitos contaminados. Estes mosquitos transmissores da febre amarela vivem nas matas ou beira dos rios (Haemagogus e Sabethes) ou em áreas urbanas (Aedes Aegypti). Febre amarela urbana e silvestre: é a mesma doença ou são vírus diferentes? O vírus que causa a febre amarela urbana e a silvestre é exatamente o mesmo. A diferença está “apenas” no tipo de mosquito transmissor. A febre amarela silvestre é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes que vivem nas matas […] VEJA MAIS.