/

A grávida deve fazer um exame de ultrassonografia todo mês?

Vamos entender: nas gestações de baixo risco, 4 ultrassonografias bastam: duas no começo, uma no meio e outra no final da gestação. Em países em que a maioria da população é acompanhada no setor público, como na França, Holanda e Inglaterra, é assim que se procede.

Portanto, as 4 ultrassonografias feitas na maioria dos pré-natais no Brasil são mais do que suficientes para garantir a segurança do bebê e da mãe, assim distribuídas:

– 1a : deve acontecer no inicio da gestação para confirmar a idade gestacional;
– 2a : deve ser o exame morfológico, realizado com 12 semanas de gestação, para verificar se a formação do bebê está perfeita;
– 3a : deve ser um segundo exame morfológico, realizado entre 20 e 24 semanas para novamente observar se a formação e crescimento do bebê estão adequados;
– 4a : deve ser realizada por volta de 34 semanas, para checar o crescimento e a vitalidade fetais.
Não há evidências de que realizar mais do que estas 4 ultrassonografias traga benefícios para o bebê, uma vez que, uma mulher saudável, sem doenças prévias, com pressão normal, altura uterina adequada e ganho de peso satisfatório, não há nenhuma razão para supor que haja problemas com o bebê.

Por outro lado, se alguma coisa não for bem no acompanhamento Pré-Natal, a ultrassonografia pode ser importante para monitorizar o bebê.

Importante saber que o ultrassom é um exame inócuo para você e para o bebê. Não há evidências de que o excesso de exames seja prejudicial ao bebê. Fique tranquila!

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.