Remédios fitoterápicos podem ter efeitos colaterais?
09/01/2019 09:31h

Remédios fitoterápicos podem ter efeitos colaterais?

Ninguém gosta de sentir dor ou desconforto, não é mesmo?

Desde os mais remotos tempos, procuramos soluções para curar doenças ou, pelo menos, minimizar seus sintomas. Para tanto, ao longo da história, utilizamos todos os recursos disponíveis que estavam ao nosso alcance. Na busca por efeitos medicinais benéficos, as plantas sempre foram alvo de experimentos. Com a evolução científica e a industrialização, os medicamentos foram se aprimorando e aperfeiçoando.

Não obstante, as plantas continuaram a nos fornecer importantes matérias primas para medicamentos cotidianamente utilizados por muitas e muitas pessoas.

Fitoterápicos são medicamentos. Só que produzidos única e exclusivamente com matéria prima obtida dos vegetais. Esta é a grande diferença entre o medicamento fitoterápico e os outros não fitoterápicos que podemos chamar de sintéticos. Estes podem ter outros princípios ativos que não são derivados de plantas.

Mas ambos, remédios fitoterápicos ou sintéticos, são medicamentos. Por isso devem seguir criteriosamente as regulamentações determinadas pela Anvisa, que é a entidade governamental responsável pela vigilância sanitária. No Brasil há aproximadamente 70 plantas liberadas para serem utilizadas como fitoterápicos.

Por isso é que os remédios fitoterápicos também podem, sim, ter efeitos colaterais.

Medicamentos fitoterápicos ou sintéticos merecem todo cuidado.
Evite efeitos colaterais na sua vida!