O uso contínuo do adoçante pode oferecer risco à saúde?
12/04/2018 10:38h

O uso contínuo do adoçante pode oferecer risco à saúde?

Quer um cafezinho? Com açúcar ou adoçante? Muitos nem pensam muito e já respondem: “com adoçante!”.

Os adoçantes fazem parte da rotina de quem quer controlar o peso. Estão presentes nos sucos, refrigerantes ou doces. Há até os que gostam de comer frutas como morango, abacaxi ou mamão, por exemplo, com um pouco de adoçante.

Mas será que podemos fazer isso sem risco para a saúde? Há uma dose máxima de adoçante que podemos ingerir por dia?

Entenda: os adoçantes são substâncias que tem um poder edulcorante muito potente. Isso significa que uma pequena quantidade já é suficiente para adoçar os alimentos de forma bastante satisfatória. Por isso é que a quantidade normalmente utilizada de adoçante, para se obter o mesmo sabor doce é muito menor do que a quantidade de açúcar branco. No cafezinho, por exemplo, apenas 3 gotas são suficientes.

Os adoçantes mais utilizados são o aspartame, a sacarina e a sucralose. Os estudos mais recentes demonstram que estes produtos não fazem mal à saúde e podem, sim, ser consumidos sem problemas. Gestantes e diabéticos, inclusive, podem utilizá-los. No entanto, há uma quantidade máxima permitida por dia. É bem grande e dificilmente alguém consegue chegar no limite. Para a sacarina, por exemplo, a dose máxima é de 5 mg/ kg/ dia, o que equivale a 25 colheres de chá de sacarina ao dia!

Portanto, os adoçantes podem ser utilizados! A vida pode ser doce!

Mas cuidado com o exagero! Sempre !!