/

Qual a diferença entre bronquiolite, asma e bronquite.

Tosse, peito chiando, respiração acelerada e dificuldade até para falar ou chorar. Esse é o quadro de muitas crianças nesta época do ano. Pais procuram o pediatra e observam que às vezes o diagnóstico é bronquite… outras vezes, em outra crise, bronquiolite… ou ainda, em outro episódio, asma… isso de fato gera muita confusão.

Qual a diferença entre bronquite e bronquiolite? E no que estas duas diferem da asma? As três doenças podem dar chiado no peito e dificuldade para respirar. Mas é importante saber a diferença.

O que é bronquite?

Imagine as vias respiratórias como uma árvore. Os troncos maiores seriam os brônquios. Os galhos menores seriam o equivalente aos bronquíolos. A bronquite é uma inflamação nos brônquios e pode ser causada por vírus ou bactérias. Pode acometer crianças de várias idades, não é hereditária e às vezes antibióticos são orientados para o tratamento.

O que é asma?

A asma também é uma forma de inflamação dos brônquios. Só que geralmente não tem infecção associada e ocorre junto com um “espasmo” dos brônquios. Isto é, o músculo que envolve os brônquios “aperta”, fechando e dificultando a passagem de ar. A asma é hereditária e característica de crianças maiores.

O que é bronquiolite?

A bronquiolite é uma inflamação consequência de uma infecção causada por vírus e localizada nos bronquíolos. Geralmente acomete bebês ou crianças pequenas. Não é hereditária.

Nas três situações, por causas diferentes, o resultado é que a passagem de ar fica muito difícil. Como um túnel que estreita. Por isso é que os sintomas são mesmo muito parecidos. Mas cada uma tem sua causa e, por isso, cada uma pode ter uma indicação de tratamento diferente.

Com a nossa “árvore” respiratória não se brinca. Evite sempre a auto medicação e procure orientação médica para que você e suas crianças respirem livres e sem sustos!

Publicado por Dra. Ana Escobar
Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria.