07/04/2019 11:19h

É normal criança não gostar de chocolate?

Há criança que não goste de chocolate? Por incrível que pareça, sim.

É normal não gostar de chocolate? Por incrível que pareça, sim também.

Mas a maioria das crianças adora chocolate, por uma razão biológica.

A língua é composta por papilas gustativas que “sentem” basicamente 4 tipos de sabores: doce, salgado, amargo e azedo. Estas papilas estão distribuídas da seguinte maneira: o doce fica na frente, ou na ponta da língua, amargo no fundo e o azedo e o salgado nas laterais.

As crianças pequenas tem as papilas gustativas mais preparadas para o gosto mais “doce”. Tendem a rejeitar o sabor mais amargo. Por isso o chocolate faz tanto sucesso entre os pequenos.

O chocolate é basicamente composto por 3 ingredientes essenciais: cacau, açúcar e a gordura, que é manteiga do cacau. A proporção de cada um destes ingredientes é que pode variar. Assim, há os chocolates tipo branco, amargo, extra amargo, ao leite e diet.

O chocolate mais indicado para as crianças é o chocolate ao leite, que é produzido com apenas 40% de cacau, acrescido de leite ou de leite condensado e açúcar, naturalmente. O chocolate ao leite é o mais aceito e consumido pelas crianças; e por muitos adultos.

O chocolate “amargo” tem menos açúcar e mais cacau. Os “amargos” são os chocolates menos aceitos pelo paladar infantil.

O chocolate branco, por sua vez, não tem cacau. Por isso é branco. É feito com a gordura do cacau, que é a manteiga natural extraída da semente do cacau, acrescida de açúcar e leite. É bem doce e também agrada ao paladar infantil.

O chocolate diet não tem açúcar, que é substituído por adoçantes como a sacarina, por exemplo. Por esta razão, pode ser consumido por diabéticos. Mas fique atento, pois o chocolate diet tem gordura e, portanto, não ajuda a emagrecer. Se consumido em excesso, pode até engordar. Crianças podem consumir os chocolates diet, sem problemas.

Dra Ana Escobar

Dra Ana Escobar

Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.
Dra Ana Escobar

Últimos posts por Dra Ana Escobar (exibir todos)