10/03/2019 19:12h

Qual a diferença entre produto alimentício e alimento?

Tudo é comida… e pode até parecer a mesma coisa… Mas não é! Veja que interessante e faça as escolhas mais saudáveis para você e sua família!!

“Alimentos” ou “alimentos in natura”, como também são conhecidos, são aqueles tal como os encontramos na natureza: sem conservantes, sem aditivos ou sem nenhum produto que os modifiquem ou interfiram na sua validade. Como exemplo: carnes, frangos, peixes, legumes, frutas ou verduras. Tudo fresco!

Já os ” produtos alimentícios ” ou alimentos “processados”, como o próprio nome já diz, passaram por alguma interferência que modificou sua forma original. Geralmente, com o objetivo de fazê-los durar mais tempo.

Há basicamente três tipos de produto alimentício:

– os que são minimamente processados: são alimentos que passaram por um processo de moagem, limpeza, desidratação ou pasteurização. Isso modifica sua forma, mas não modifica a composição original, que permanece a mesma, tal como na natureza. São exemplos o arroz e feijão (que são limpos) as farinhas (que são moídas) ou o leite (que é pasteurizado) e as frutas secas (que são desidratadas).

– os processados: são aqueles que recebem um aditivo para durarem mais ou para se tornarem mais saborosos. Os aditivos mais utilizados para este fim são o sal ou o açúcar. Exemplo: os produtos em conserva como palmito, cenoura, ervilha, azeitona… e tantos outros que ficam em latas ou vidros, submersos numa solução salgada para durarem mais tempo. Temos também as latas ou potes de frutas em calda que seguem a mesma lógica, mas o conservante é o açúcar. Olhe a prateleira de um supermercado e você vai ficar surpreso(a) com a quantidade de alimentos processados.

– os ultra processados: em geral são “fórmulas” produzidas pela indústria. Não contem o alimento em sua forma natural. São formulados com muitos aditivos, conservantes e aromatizantes para dar gosto, cheiro e aparência atraente. São exemplos o macarrão instantâneo, salsichas, pizzas, hambúrgueres, balas, chocolates, refrigerantes, biscoitos, bolachas recheadas, salgadinhos, sorvetes… tudo o que as crianças mais gostam, não é mesmo?

O conhecimento nos faz tomar boas decisões. A vida também pode e deve ser gostosa. mas consumir com inteligência e informação é sempre a melhor opção.

Dra Ana Escobar

Dra Ana Escobar

Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.
Dra Ana Escobar