/

Como seria uma dieta adequada para gestantes? Dá para ter um exemplo?

A dieta média do brasileiro contém carboidratos refinados em excesso. A quantidade de farinha branca e de amido que comemos no dia-a-dia é excessiva. Pão, arroz e batata são os campeões! Sem falar de bolos, bolachas ou torradas. Importante lembrar que a batata não deve ser encarada como “legume” e sim como carboidrato!

Por outro lado, a quantidade de proteína na nossa dieta frequentemente é inferior ao que seria ideal para a gestante.

Vamos ver então o que seria uma alimentação ideal para vocês, gestantes. Seria o que chamamos de dieta “mediterrânea”.

– Café da manhã: capriche nas frutas como, por exemplo, meio mamão ou 2 fatias de abacaxi, leite desnatado (pode até ser com um pouco de café) e 1 torrada de pão de forma integral ou metade de um pão francêscom queijo branco ou ricota.

– Lanche da manhã, mais ou menos 3 horas após o café: 1 iogurte integral com frutas picadas, ou 1 polenguinho e 3 damascos , ou 1 torrada ou a outra metade do seu pão francês. Nem pense em pular este lanche. É obrigatório.

– Almoço: faça um prato só com 1 porção de carboidratos. Você pode escolher entre 2 colheres de sopa de arroz + 2 de feijão ou 1 batata média ou 1 xícara de macarrão. Esses três NUNCA devem estar juntos no prato! Cenoura e beterraba cruas podem ser consumidas livremente.

– Sobremesa: 1 fruta.

– Lanche da tarde, em torno de 3 horas após o almoço: igual ao da manhã. Também obrigatório. Você pode variar com um sanduiche de pão de forma integral com peito de peru ou queijo branco ou ricota ou atum (pasta feita com iogurte no lugar da maionese) com fibras como, por exemplo, cenoura ou beterraba cruas ou alface ou rúcula.

-Jantar: como o almoço. Capriche na quantidade de proteína e controle os carboidratos. Aqui vão alguns exemplos: omelete de 2 ovos com legumes + salada + pouco arroz, ou um só pão aberto com carne + legumes + salada. Exemplos de legumes : berinjela, abobrinha, abobora, palmito, alho poró, brócolis ou couve flor. Prepare-os cozidos, assados ou refogados com um fio de azeite. Podem ser consumidos livremente, pois têm muito pouco carboidrato e muitas vitaminas e fibras!

– Sobremesa: 1 fruta.

Use o bom senso sempre. Inclusive para se alimentar bem.

Publicado por Dra Adriana Grandesso Pompeo de Camargo.
Doutora Adriana Grandesso Pompeo de Camargo (CRM 115.771-SP) é médica graduada pela Unicamp. Obteve Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia, em 2007, pela Unicamp.