Dicas para uma Páscoa saudável - Dra Ana Escobar
02/02/2018 18:38h

Dicas para uma Páscoa saudável

Na sexta-feira santa, é tradição cristã que não se consuma carne. Na maioria das vezes, opta-se pelo bacalhau, que é um prato bem saudável. Tudo certo. Mas… no Domingo de Páscoa, com a oferta de deliciosos ovos de chocolate, não é nada fácil conseguir se segurar.

Vamos entender quais cuidados devemos ter, no terceiro trimestre da gravidez, na hora de comemorar e ter uma Páscoa saudável:

1. Atenção ao sal do bacalhau

O prato principal no almoço da sexta-feira santa é o bacalhau que, além de muito saboroso, é de fácil digestão. Mais que isso, possui nutrientes importantes como minerais (ferro, fósforo e magnésio), vitaminas (A, D, E e niacina) e tem baixa taxa de colesterol e gordura. Também é considerado uma boa fonte de ômega 3, que favorece o desenvolvimento do sistema imunológico e contribui para a redução dos níveis de colesterol e de triglicérides. Porém, há que se ter atenção ao seguinte fato: uma vez que o bacalhau é rico em sal, as grávidas que estão inchadas, com pressão alta ou que tem pré-eclâmpsia, devem ter cuidado com a quantidade ingerida. Não exagerem. Alternativas ao bacalhau são peixes como a sardinha ou o atum que também são fontes de ômega 3.

2. Coma com moderação

Muita atenção às quantidades, para que o exagero não prejudique o seu organismo e/ou leve ao ganho de peso. Uma boa dica é tentar comer devagar, mastigando e saboreando adequadamente todos os alimentos. Refeições apressadas e alimentos mal mastigados dão muito mais trabalho ao estômago. Além disso, quando se come com calma e mais devagar, a sensação de saciedade é mais precoce. Isso regula a fome e nos faz comer menos.

3. Prefira alimentos cozidos e verduras

Privilegie os pratos cozidos ou assados com pouca gordura. Faça os acompanhamentos dos pratos típicos da Páscoa com legumes, verduras e frutas diversas. Abuse das saladas. Constituem sempre uma ótima entrada, saudável e pouco calórica. Mas atenção ao tempero: dê preferência ao azeite e o vinagre.

4. Escolha bem o seu ovo de Páscoa

Não tem jeito: comemoração da Páscoa está associada ao consumo e distribuição de chocolates a familiares e amigos. Além de maneirar na quantidade, é preciso ficar atento ao tipo de chocolate que você vai escolher. Quanto mais cacau tiver, mais saudável é o chocolate, pois possui quantidade reduzida de açúcar e gordura. O chocolate amargo (70% cacau) contém substâncias antioxidantes que melhoram a circulação sanguínea..Os chocolates mais escuros, que concentram maior quantidade de cacau e os mais amargos, portanto, devem ser a preferência. No entanto, por não serem tão doces, não são os mais escolhidos. Uma sugestão é optar, então, pelo tipo “meio amargo”, que tem razoável quantidade de cacau – geralmente 50 ou 55% – e não é tão gorduroso como o chocolate ao leite. O chocolate branco, por sua vez, contém apenas a manteiga do cacau, ou seja, a gordura hidrogenada. Consumido em excesso, pode aumentar o peso e contribuir para o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Aproveitem o feriado, descansem tenham uma Páscoa saudável e não deem chocolate demais para seu bebê!