10/06/2019 23:20h

Três dicas para parar de roncar

Dica 1

Faça um exame médico das vias respiratórias. Há muitas situações que podem causar o ronco que diagnosticadas e tratadas, acabam com o problema. Por exemplo, um desvio de septo. Neste caso, pode-se indicar uma cirurgia que termina com o ronco. Alergias nas vias respiratórias, como a rinite, por exemplo, também podem causar ronco e há tratamento bastante eficaz. Por isso, procure um otorrinolaringologista, que é o especialista indicado!

Dica 2

Perca peso. O excesso de peso é um fator que pode acentuar o ronco. Aproveite também para comer alimentos mais leves, menos gordurosos, e em menor quantidade à noite. Isso porque comer demais leva as pessoas a dormir com a barriga para cima, o que piora muito o ronco. Aliás, se o seu companheiro(a) estiver roncando e atrapalhando seu sono, dê uma “cutucada” nele(a) na tentativa de faze-lo(a) mudar de posição. Isso muitas vezes é suficiente para parar o ronco, pelo menos por alguns minutos!

Dica 3

Evite a ingestão de bebidas alcoólicas à noite ou tomar tranquilizantes para dormir. Isso é importante, pois o álcool e alguns medicamentos para dormir relaxam a musculatura da orofaringe, fazendo com que o ronco apareça em maior intensidade.

Dormir sem barulho é fundamental para um dia calmo e tranquilo!

Dra Ana Escobar

Dra Ana Escobar

Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.
Dra Ana Escobar

Últimos posts por Dra Ana Escobar (exibir todos)