24/02/2019 17:53h

Crianças que mordem

Você conhece algumas crianças que mordem?

Para começar: atos de violência devem ser coibidos pelos adultos sempre. Por isto, é preciso interferir no momento em que a agressão ocorre, dizendo claramente algo como: “não precisa morder para conseguir isso… peça o brinquedo” A partir daí, resolva o conflito com palavras, sem violência. Mostre com o exemplo que a linguagem oral é mais eficaz que a linguagem agressiva.

No entanto, se este comportamento é repetitivo, fique alerta, pode ser que a criança esteja usando a agressividade para chamar a atenção. Nestes casos, pode haver a indicação de um problema emocional. Procure orientação psicológica.

Dra Ana Escobar

Dra Ana Escobar

Dra. Ana Escobar é médica pediatra formada pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), pela qual também obteve Doutorado e Livre Docência no Departamento de Pediatria. Atualmente, é coordenadora da Disciplina de Pediatria Preventiva e Social desse mesmo departamento. Ainda na área educacional, é responsável pelas disciplinas de graduação e pós graduação sensu lato e sensu stricto da Faculdade de Medicina da USP.
Dra Ana Escobar