Mastite

O que é mastite?

É uma infecção da mama causada por uma bactéria. Causa muita dor e é diferente da mama ingurgitada porque a mãe apresenta febre, cansaço e dor no corpo. O médico deve ser acionado imediatamente. Além de antibióticos e repouso o tratamento prevê esvaziar os seios com ordenha e até a própria amamentação. Mães com mastite não devem parar de amamentar. Os antibióticos prescritos pelo médico são seguros para o bebê. VEJA MAIS.

Mamas cheias (ingurgitadas)

Quando as mamas ficam vermelhas, inchadas e quentes pode ser um sinal de que elas estejam muito cheias. As mamas cheias é mais comum nos primeiros dias após o nascimento que é quando “o leite desce”. Nestes casos, a aréola fica mais esticada e tensa dificultando a pega do bebê e consequentemente causando fissuras e rachaduras. Para evitar as mamas cheias, tire um pouco de leite até que a aréola fique mais macia e menos tensa. Não desperdice este leite. Guarde-o em potes esterilizados e congele ou guarde na geladeira por até 12 horas. Se possível, ofereça mais mamadas. Isto ajudará […] VEJA MAIS.

Mastite e empedramento das mamas: é a mesma coisa?

O bebê acabou de mamar. Continua sobrando leite no peito? Trate logo de massagear as mamas para retirar o que restou. Esse cuidado é importante. Principalmente nos primeiros dias de amamentação, quando a mãe pode produzir mais leite do que a criança precisa. Nesse caso, se a ordenha manual não for realizada, o líquido parado nas mamas pode “endurecer”. Daí, a mastite é a consequência mais provável. Caracteriza-se por uma inflamação, seguida de infecção, que atinge as glândulas mamárias. São mais suscetíveis à mastite as mães que não repousam apropriadamente, além daquelas que não se alimentam e/ou não tomam líquidos […] VEJA MAIS.