04/04/2016 11:21h

Principais dúvidas sobre a gripe H1N1:

Todos estão, com razão, preocupados com este surto antecipado de gripe. Vamos esclarecer as principais dúvidas:

– Quais vírus são os causadores desta gripe atual?

Este surto de gripe está sendo causado principalmente pelo vírus Influenza A (H1N1), que é conhecido também como vírus da gripe suína. Veio com tudo este ano. Pode acometer todas as idades, mas os menores de 5 anos, idosos e gestantes e portadores de doenças crônicas são os mais susceptíveis e em quem a gripe pode ser mais perigosa. Há também casos de gripe por outro vírus, especificamente o Influenza B. Os sintomas são muito semelhantes, e os grupos de risco também.

– Como saber qual vírus que está causando a gripe?

Só os exames de laboratório é que indicam qual é o vírus. Os sintomas são mesmo muito semelhantes.

– Quais são os sintomas?

Começa com mal estar, dor de cabeça, dores pelo corpo, cansaço, enjoo, às vezes vômito e diarreia e febre que em geral é alta. Na sequencia vem os sintomas congestivos: o nariz fica tapado e com coriza, que pode ser clara ou purulenta, espirros e tosse. No início a tosse é seca e logo fica encatarrada. Estes são os sintomas mais proeminentes. Importante saber que crianças tem muitos resfriados ou outras viroses com febre que podem se confundir com a gripe.

– Como saber se é gripe ou outra virose?

A gripe por Influenza, seja do tipo A (H1N1) ou do tipo B, que são as mais comuns nos dias de hoje, dão sintomas mais intensos. Uma boa dica para avaliar crianças que tem febre é observar como elas ficam quando a febre baixa com antitérmicos. Quando a febre baixou observe se a criança está disposta, alegre, com energia para brincar e comendo. Se assim for, tranquilize-se e podemos seguir observando. Por quanto tempo? Até por 72 horas. No entanto, se as crianças – depois que a febre baixou- ficarem indispostas, largadinhas, inapetentes, irritadas, sem energia e respirando rápido, melhor procurar atendimento médico.

– Quais são os sinais de alerta? Quando procurar um hospital?

Vale para todas as idades: procure um hospital se você estiver apresentando os sintomas da gripe acima descritos, com bastante intensidade, principalmente com muita dor pelo corpo, febre alta e respiração difícil.

– A gripe tem tratamento?

Sim. Existe uma medicação específica que se chama Oseltamivir, ou Tamiflu. Mas nem todos precisam tomar este medicamento. Está indicado para os grupos de maior risco, até 48 horas desde o início dos sintomas.

O tratamento geral é direcionado para o alívio dos sintomas, com analgésicos e antitérmicos. Sempre com orientação médica. Mas muito cuidado: os medicamentos à base de AAS são contraindicados. Muitos líquidos, repouso e uma alimentação saudável.
– E a vacina?

Há dois tipos de vacina em 2016: a trivalente e a tetravalente (ou quadrivalente). São os seguintes os vírus nelas contidos:

Trivalente: A ( H1N1); A ( H3N2); Influenza B

Tetra ou Quadrivalente: A ( H1N1); A ( H3N2); 2 vírus Influenza B

Vejam que o A ( H1N1) está contido nas duas.

Estão indicadas para todas as pessoas, exceto para bebês com menos de 6 meses de idade. Mas atenção: dependendo do fabricante da vacina, um dos tipos de tetra só pode ser dado para crianças maiores de 3 anos de idade. A Trivalente pode ser dada para todos acima de 6 meses. Crianças de 6 meses a 1 ano em geral tem que tomar duas doses.

– Quanto tempo dura a vacina? Quem tomou em 2015 pode tomar este ano?

A vacina protege por 1 ano. Portanto, quem tomou em 2015 deve, sim, tomar este ano.

– A vacina estará disponível na rede pública?

Sim. A partir de 11 de abril em São Paulo já estará disponível. Até o final de abril deve estar em todo o país.

– Quem pode tomar a vacina na rede pública?

Crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas, idosos, profissionais de saúde, pessoas que vivem em instituições e a população indígena.

– Quais outros cuidados que podemos tomar para evitar a gripe?

1. Ventile os ambientes. Se estiver em transporte público, ônibus, trem ou metrô, abra as janelas. Vale mais sentir frio do que pegar gripe.

2. Lave as mãos com frequência. Superfícies como maçanetas de porta, por exemplo, podem estar contaminadas e as mãos levam os vírus para as mucosas da boca ou dos olhos da pessoa susceptível.

3. Evite coçar os olhos ou colocar as mãos na boca.

4. Quando tossir, tape a boca com o antebraço e não com as mãos.

5. Tome mais água que o habitual, coma saudável, durma bem e pratique esportes!

Saúde sempre!