19/06/2015 19:05h

As pessoas perfeccionistas são mais exigentes consigo mesmas?

Você fica acabado se não tira nota 10? Tem o costume de criticar o trabalho dos outros, se não está de acordo com o que você considera excelente? Por outro lado, fica louco da vida e odeia quando alguém critica você?

Pois é… isso pode ser sinal de que você é perfeccionista.

Qual é o problema disso? Nenhum. Não há nada de errado em querer ter excelência em tudo o que se faz.

Muitas pessoas, inclusive, tem esta característica. Querem agradar a si mesmas e aos outros que a cercam, seja nas atitudes cotidianas, nas tarefas domésticas, no trabalho, nos esportes, nas relações pessoais… enfim, se desafiam a fazer tudo na vida com perfeição.

O problema está no exagero. Na perda do limite entre o possível e o inviável. Isto acontece quando a suposta “imperfeição” ou a crítica recebida tornam-se motivo de ansiedade, angústia, frustração, rancor, baixa auto estima, estresse ou até mesmo de depressão. Quando esta pessoa fica não só extremamente exigente consigo mesma e, pior ainda, com quem está ao seu lado. A convivência passa a ser difícil e a tendência do perfeccionista é se isolar no espaço que considera “perfeito”.

Quando alguém chega neste ponto, precisa se cuidar. Simplesmente porque é absolutamente impossível atingir a perfeição em tudo o que se faz. Somos seres não–perfeitos e os erros nos fazem crescer e buscar novas soluções. Os perfeccionistas tendem a supor que há um único caminho a ser seguido. A vida nos mostra que isto não é verdade.

Leve a vida com seriedade, leveza e tolerância consigo mesmo e com os outros. Esse é o equilíbrio mágico que torna tudo “perfeito”.